Inflação leva Argentina a repetir medidas que já fracassaram

Governo argentino proibiu exportações de carne em meio à alta de preços, medida que já não deu resultado no passado
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Negociando na bolsa de valores

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Inflação leva Argentina a repetir medidas que já fracassaram; invistaja.info;


BMEB4 | P/ACL: 0.0 | Pat.Liq: 1038950000.0 | DY: 0.0471 | Mrg.Liq.: 0.0 | P/VP: 0.91 | Mrg.Ebit: 0.0

ListenToMarket: Inflação leva Argentina a repetir medidas que já fracassaram – Áudio gerado às: 13:1:2

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

(invistaja.info) — Se intervenções anteriores servirem de guia, o novo veto às exportações de carne bovina da Argentina não conseguirá segurar a inflação.

Os preços da carne vermelha mostram alta de 65% na taxa anual e superam de longe a inflação de 46%, o que levou o presidente da Argentina, Alberto Fernández, a suspender os embarques de carne bovina do quinto maior exportador do mundo por 30 dias.

Embora a medida possa colher benefícios políticos rápidos, as consequências de longo prazo para o setor de carne bovina são bem conhecidas na Argentina, que implementou restrições semelhantes por uma década até 2015: pecuaristas saem do negócio, a produção cai e a pressão sobre os preços é retomada.

“Não está nem claro para mim se isso terá impacto genuíno no controle da inflação dos alimentos”, disse María Castiglioni, diretora da consultoria C&T Asesores, em Buenos Aires. “Para perder participação de mercado quando leva tanto tempo para abrir novos mercados de exportação e começar a perder empregos em um setor que está funcionando bem, essa medida é realmente inexplicável.”

Fernández sentiu o impacto da proibição das exportações em primeira mão em 2006, quando atuou como chefe de gabinete do presidente Néstor Kirchner, o falecido marido da atual vice-presidente, Cristina Fernández de Kirchner, que também governou o país de 2007 a 2015. Assim como agora, a ideia na época era oferecer mais carne bovina no mercado local e esfriar os preços internos.

Mas o tiro saiu pela culatra. Quando os pecuaristas deram as costas ao setor após a proibição, a Argentina perdeu quase 20% de seu rebanho bovino em 2011. Os preços do gado aumentaram com mais frequência nos anos seguintes, incluindo o aumento anual de 126% no fim de 2010, e o país foi ultrapassado pelo Uruguai e Paraguai no mercado internacional.

Até o momento, o decreto oficial que implementaria a nova proibição não foi publicado. Ainda assim, o anúncio atraiu a ira do setor: câmaras de comércio suspenderam as vendas de carne bovina por vários dias e pecuaristas convocam protestos.

hotWords: repetir inflação argentina medidas

Anuncie no invistaja.info

Como a antiga proibição, pecuaristas e associações temem que este veto possa durar muito mais do que o originalmente anunciado.

“Em 2006, a proibição era para ser por 180 dias e acabou durando 10 anos”, disse Miguel Schiariti, presidente da Câmara da Indústria e Comércio de Carnes e Derivados (CICCRA), referindo-se aos rígidos controles de exportação desde então. “Eles estão culpando o setor pelos preços, mas a inflação é culpa do governo por causa do déficit fiscal e da impressão de dinheiro.”

Manual antigo

Fernández argumentou que foi obrigado a tomar essas medidas porque as cotações globais das commodities dispararam nos últimos meses, fazendo com que os preços da carne bovina na Argentina “saíssem do controle”.

A demanda internacional “criou distorções nos preços domésticos que não podem mais ser tolerados”, disse Fernández a uma estação de rádio na terça-feira. “Não podemos continuar observando os preços da carne bovina subir mês a mês sem qualquer justificativa.”

Stock Pickers lança curso online e gratuito que ensina a identificar ativos com ótimo potencial de valorização. Inscreva-se.

palavras-chave: Inflação leva Argentina a repetir medidas que já fracassaram; invistaja.info;

FARIA LIMA | economia | invistaja.info – Inflação leva Argentina a repetir medidas que já fracassaram

REFLEXÃO: Tom Gardner, da Motley Fool: Encontre lideres notáveis e uma missão para o longo da vida.

Leia também:

Arrecadação em abril soma R$ 156,822 bilhões, resultado recorde para o mês

China faz alerta para mercados de commodities com governo do país de olho na inflação

Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caem 34 mil na semana, a 444 mil

Covaxin: Saúde busca 2° pedido de autorização à Anvisa para importar 20 milhões de doses da vacina indiana

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.