Lucros de Movida e Dexco saltam no 2º tri, balanços de Vale, Ambev, GPA, Gol e mais; estreia da Brisanet e notícias da Petrobras

Confira os destaques do noticiário corporativo na sessão desta quinta-feira (29)
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Notícias de investidor para investidor

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Lucros de Movida e Dexco saltam no 2º tri, balanços de Vale, Ambev, GPA, Gol e mais; estreia da Brisanet e notícias da Petrobras; invistaja.info;


BPAC3 | Mrg.Liq.: 0.0 | EV/EBIT: 0.0 | Liq.Corr.: 0.0 | EV/EBITDA: 0.0 | ROIC: 0.0 | Pat.Liq: 30414300000.0

BRASIL | invistaja.info — A temporada de resultados segue sendo destaque nesta quinta-feira (29), com atenção para os números de Vale, Ambev, GPA, Gol, Movida, Multiplan, Dexco, entre outras. A sessão também marca a estreia das ações da Brisanet na Bolsa brasileira. Atenção ainda para o noticiário de Petrobras. Confira no que ficar de olho:

Brisanet (BRIT3)

Em destaque entre as estreias, as ações da Brisanet têm o seu primeiro pregão nesta quinta,  após serem precificadas no piso da faixa indicativa, a R$ 13,92. O ticker é BRIT3.

+Endividamento das famílias bate novo recorde, a 58,5%, segundo Banco Central

O preço saiu no piso da faixa estimada pelos coordenadores, que ia até R$ 17,26 cada. Ao todo, a transação totalizou R$ 1,435 bilhão.

No preço definido, com a venda de R$ 89,8 milhões na tranche primária, a empresa levantou R$ 1,25 bilhão, recursos que usará para expandir sua rede própria e aportar capital na Agility.

A Brisanet, que se apresenta como a maior do país entre os provedores independentes de internet de fibra óptica, opera em 96 cidades no Nordeste, além de sua controlada Agility Telecom, que atende 251 municípios na região.

Criada há 22 anos, a Brisanet afirma ter mais de 14,4 mil quilômetros de infraestrutura de backbone, atendendo Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas.

Na tranche secundária da oferta coordenada por Santander, XP, BTG Pactual e UBS-BB, atuais sócios pessoa física da companhia venderam o equivalente uma 185,5 milhões de reais de suas participações no negócio.

Vale (VALE3)

A mineradora Vale registrou lucro líquido de US$ 7,586 bilhões no segundo trimestre de 2021, uma alta de 662% ante o lucro de US$ 995 milhões apresentado um ano antes. Em relação ao primeiro trimestre deste ano a alta foi de 36,78%.

Em reais, a Vale registrou um lucro trimestral de R$ 40,1 bilhões no segundo trimestre deste ano – cerca de 7,6 vezes superior ao ganho de R$ 5,3 milhões no mesmo período do ano passado e um crescimento de 37% ante o visto nos três primeiros meses do ano.

Já a receita líquida bateu R$ 87,8 bilhões entre abril e junho, aumento de 117% em comparação com igual intervalo de 2020 e um crescimento de 32% ante os três primeiros meses do ano. No pregão de ontem, com a expectativa positiva em relação à divulgação do resultado trimestral, a ação da vale na Bolsa brasileira subiu 2,7%.

GPA (PCAR3)

O grupo varejista GPA, controlador do Pão de Açúcar, registrou lucro líquido consolidado de R$ 4 milhões  no segundo trimestre, uma queda de 95,9% ante mesma etapa de 2020.

Já seu resultado operacional medido pelo lucro antes de impostos, juros, amortização e depreciação (Ebitda) ajustado somou R$ 899 milhões, recuo de 7,7% ano a ano.

A receita teve queda de 5,3% de abril a junho, para R$ 11,88 bilhões. Segundo o Grupo, o resultado foi impactado pelas novas restrições impostas para conter a nova onda da pandemia de covid-19 e devido à forte base de comparação com o ano anterior.

Gol (GOLL4)

A Gol registrou um lucro líquido de R$ 642,9 milhões no segundo trimestre de 2021, ante um prejuízo líquido de R$ 1,996 bilhão no segundo trimestre de 2020, divulgou a companhia nesta quinta-feira (29).

Por outro lado, o prejuízo líquido após participação de minoritários foi de R$1,2 bilhão, excluindo variações cambiais e monetárias, despesas líquidas não recorrentes, ganhos relacionados a Exchangeable Notes e resultados não realizados de capped calls.

A receita líquida foi de R$ 1 bilhão, um aumento de 187% na base anual. As outras receitas (principalmente cargas e fidelidade) totalizaram R$ 141 milhões, equivalente a 13,7% das receitas totais.

Ambev (ABEV3)

A Ambev registrou lucro líquido ajustado de R$ 2,9627 bilhões contra R$ 1,3726 bilhão no segundo trimestre de 2020, alta de 115,9% na base de comparação. Para o primeiro semestre de 2020, o lucro foi de R$ 5,7247 bilhões contra R$ 2,6004 bilhões no mesmo período do ano passado, ou alta de 120,1%.

Essa linha do resultado teve um impacto positivo de um crédito tributário de R$ 1,6 bilhão, contabilizado no balanço. A Ambev explica que o número é resultado da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de considerar inconstitucional a inclusão do ICMS na base de cobrança do PIS/Cofins.

O lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações (Ebitda) ajustado do trimestre foi de R$ 5,289 bilhões, um avanço reportado de 58%, e orgânico de 24%.

hotWords: ambev, gpa, mais; balanços saltam notícias petrobras tri,

Publique seu negócio no invistaja.info

A receita líquida da empresa foi de R$ 15,711 bilhões no trimestre, em alta de 35,3% ante os R$ 11,615 bilhões entre abril e junho de 2020.

Segundo a empresa, a receita foi impulsionada pelo desempenho do volume e pelo crescimento da receita líquida por hectolitro (ROL/hl) de 14,5%. A receita líquida cresceu 28,5% no Brasil.

O Credit Suisse avaliou os dados da Ambev como fortes. O banco ressalta que a empresa informou alta de 12,7% nos volumes de cerveja no segundo trimestre na comparação anual, frente a 10,9% no segundo trimestre de 2019, anterior aos efeitos da pandemia, e em linha com suas estimativas e as da média do mercado.

Assim, o faturamento líquido da empresa subiu 25,8% na comparação anual. O lucro Ebitda de R$ 2,4 bilhões representa alta de 52,7% na comparação anual, impactado positivamente pela inclusão do ICMS na base do PIS/Cofins. No nível consolidado, os volumes cresceram 8% em comparação com o mesmo período de 2019, as vendas líquidas subiram 35% e o Ebitda, 22%, excluindo créditos fiscais, o que implica um patamar levemente acima da expectativa do Credit.

O Credit avalia os papéis da Ambev como outperform (expectativa de valorização acima da média do mercado), com preço-alvo em R$ 21,5, do qual R$ 0,8 é atribuível ao Zé Delivery, frente à cotação de R$ 17,33 de quarta.

Movida (MOVI3)

A Movida teve lucro de R$ 174 milhões no 2º trimestre, alta de 6.556% na comparação anual.

A receita líquida consolidada foi de R$ 1,2 bilhão. Já o Ebitda  consolidado foi a R$ 388 milhões, com margem de 32,1%, evolução de 17,6 pontos percentual na margem consolidada frente o 2º trimestre de 2020.

Multiplan (MULT3)

A administradora de shopping centers Multiplan teve lucro líquido de R$ 93,77 milhões no segundo trimestre, um aumento de 32,4% ante igual etapa de 2020. O resultado operacional da companhia medido pelo lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda) de abril a junho somou R$ 178,3 milhões, queda ano a ano de 1,4%.

Dexco (DTEX3)

A Dexco (novo nome da Duratex) apresentou lucro líquido recorrente de R$ 251 milhões no segundo trimestre de 2021. O resultado representa um crescimento de mais de 100 vezes em relação ao mesmo período de 2020, quando obteve lucro de R$ 2,2 milhões.

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras informou que a agência de classificação de risco S&P Global Ratings elevou a sua nota de crédito “stand-alone” (risco intrínseco), de “bb” para “bb+”, conforme comunicado publicado na quarta-feira ao mercado.

Ainda em destaque, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), atendeu a um recurso da Petrobras e anulou a maior condenação trabalhista imposta à estatal petrolífera. Moraes acatou a um pedido para reverter condenação do Tribunal Superior do Trabalho (TST) de 2018, quando se discutiu a forma de pagamento de uma verba salarial.

Já a Compass, empresa de gás e energia do grupo Cosan (CSAN3), informou que fechou contrato para aquisição da fatia de 51% da Petrobras na Gaspetro por R$ 2,03 bilhões. A holding detém participações em 19 distribuidoras de gás canalizado no Brasil, segundo informações enviadas ao mercado. A japonesa Mitsui detém a fatia remanescente na Gaspetro, de 49%.

Light (LIGT3)

A elétrica Light informou que seu conselho de administração aprovou a alienação de participações societárias detidas pela companhia na Guanhães Energia e na Lightger para a Brasal Energia, conforme fato relevante publicado na madrugada desta quinta-feira.

Segundo a Light, a operação envolverá a venda de 51% da Guanhães –que opera as pequenas centrais hidrelétricas Senhora do Porto, Dores de Guanhães, Fortuna II e Jacaré– por R$ 97,9 milhões, e de fatia de 51% da Lightger, que opera a PCH Paracambi, por R$ 108,5 milhões.

A companhia destacou que os termos do contrato de compra e venda, a ser oportunamente assinado, deverão prever que a conclusão da operação estará sujeita a condições usuais, como a aprovação de órgãos reguladores, e a possibilidade de exercício de eventual direito de venda conjunta e/ou preferência pela estatal mineira Cemig CMIG4.SA, que detém as fatias remanescentes de 49% tanto na Guanhães quanto na Lightger.

“A companhia esclarece, ainda, que a Alienação Guanhães e a Alienação Lightger deverão ser realizadas de forma conjunta, constituindo uma única transação”, afirmou a Light.

“A operação, se concluída, representará a concretização de mais uma etapa do plano de desinvestimento de ativos non-core da Light.”

(com Reuters e Estadão Conteúdo)

palavras-chave: Lucros de Movida e Dexco saltam no 2º tri, balanços de Vale, Ambev, GPA, Gol e mais; estreia da Brisanet e notícias da Petrobras; invistaja.info;

FARIA LIMA | mercados | invistaja.info – Lucros de Movida e Dexco saltam no 2º tri, balanços de Vale, Ambev, GPA, Gol e mais; estreia da Brisanet e notícias da Petrobras

REFLEXÃO: Robert Brokamp, da Motley Fool: Diversificação reduz os riscos, aumenta a previsibilidade e impulsiona os retornos.

Tópicos mais acessados:

Índice de sentimento econômico da zona do euro atinge o maior nível da história

Gol passa de prejuízo de quase R$ 2 bi para lucro de R$ 643 mi no 2º trimestre de 2021; receita sobe 187%

Ambev tem lucro líquido ajustado de R$ 2,96 bilhões no segundo trimestre, alta de 116% na comparação anual

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta quinta-feira – 29/7

Anuncie no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade