Usiminas adia reforma de alto-forno em Minas, SLC e Terra Santa aprovam acordo para criar gigante de agro e mais notícias

Confira os destaques do noticiário corporativo na sessão desta sexta-feira (21)
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Conteúdos sobre investimentos

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Usiminas adia reforma de alto-forno em Minas, SLC e Terra Santa aprovam acordo para criar gigante de agro e mais notícias; invistaja.info;


BIDI4 | Liq.Corr.: 0.0 | Mrg.Ebit: 0.0 | Pat.Liq: 3240140000.0 | P/L: 2683.79 | P/Cap.Giro: 0.0 | ROE: 0.0054

MARINGÁ | invistaja.info — Além do noticiário bastante movimentado para a Petrobras, outros destaques ganham força no radar corporativo nesta sexta-feira (21).

Os conselhos de administração da SLC Agrícola e da Terra Santa aprovaram acordo de incorporação de ações para a combinação dos negócios, formando uma gigante da produção de grãos e oleaginosas no Brasil, informaram as companhias na noite de quinta-feira.

Executivos da Marfrig Global Foods, por sua vez, receberam na véspera a visita do embaixador da Argentina no Brasil, Daniel Scioli, para debater a suspensão das exportações de carnes imposta pelo governo argentino, e esperam que a medida não afete as unidades da companhia no país vizinho.

+Bolsonaro nega canetada, mas diz que há “certos preços na Petrobras que não podem continuar” e volta a acionar fator de risco

Já a Usiminas anunciou novo adiamento da reforma do alto-forno nº 3 de sua usina em Ipatinga (MG) e elevou em 12% a estimativa de investimento na tarefa. Confira mais destaques abaixo:

Vale (VALE3) e siderúrgicas

O minério de ferro tem um novo dia de queda, em baixa de cerca de 3,39% na bolsa de Dalian, na China, e fechando a semana com desvalorização de 5,4%, na pior semana desde março, em meio às declarações do governo da China que iria adotar mecanismos para reduzir as altas “irracionais” em meio às preocupações com a inflação.

Petrobras (PETR3;PETR4)

A Petrobras informou na quinta-feira que a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que determinou que o valor do ICMS a ser excluído da base de cálculo do PIS-Cofins é o destacado em nota fiscal gerará um impacto positivo de R$ 4,4 bilhões no balanço do segundo trimestre da companhia. O impacto informado pela estatal decorre da “melhor estimativa dos valores a serem recuperados para as competências compreendidas entre o período de outubro de 2001 a junho de 2020”, e se refere à cifra antes dos efeitos fiscais.

Em fato relevante, a petroleira acrescentou que sua expectativa é de aproveitar o crédito nos próximos meses, mediante a compensação de tributos federais.

Por outro lado, durante sua live, Bolsonaro voltou a prometer nesta quinta-feira mudanças nos preços dos combustíveis da Petrobras; contudo, ao mesmo tempo, disse que não vai interferir na estatal.

“A Petrobras vai visar o lucro sim, mas também vai ver a parte social. Tem certos preços que não têm cabimento continuar. E não é na canetada não, fiquem tranquilos. Ninguém está pensando em fazer isso. Aqui é respeitando a lei de mercado”, afirmou.

Está em estudo a potencial criação de um fundo de estabilidade para os preços do diesel, o que, na avaliação do Bradesco BBI, poderia impulsionar as ações, ajudando também a resolver o impasse sobre os reajustes. O governo está buscando a criação desse fundo, que começaria com contribuições provenientes do leilão Atapu / Sépia previsto para 17 de dezembro deste ano. “Embora não esperemos uma grande quantidade de recursos arrecadados com este leilão, seria o início de uma solução sustentável para o dilema do diesel que o Brasil tem com os caminhoneiros”, apontaram.

Cabe destacar que, nas últimas semanas, casas de análise elevaram a recomendação para os ativos, com base em declarações positivas de continuidade de políticas pró-mercado pela estatal, ainda que destacando os riscos de que algumas dessas políticas não prossigam (veja mais clicando aqui).

SLC Agrícola (SLCE3) e Terra Santa (TESA3)

Os conselhos de administração da SLC Agrícola e da Terra Santa aprovaram acordo de incorporação de ações para a combinação dos negócios, formando uma gigante da produção de grãos e oleaginosas no Brasil, informaram as companhias na noite de quinta-feira.

hotWords: gigante santa terra criar agro acordo minas, adia

Anuncie no invistaja.info

Pelo acordo, as ações da Terra Santa serão incorporadas pela SLC, em uma transação que eleva potencialmente a área de plantio da companhia para cerca de 600 mil hectares, em um momento em que os preços de commodities como soja e milho estão historicamente elevados.

Após a consumação da incorporação de ações, serão emitidas em favor dos acionistas da Terra Santa novas ações ordinárias de emissão da SLC negociadas no segmento do Novo Mercado da B3, em substituição às ações de emissão da Terra Santa anteriormente detidas por estes.

A transação envolveria valores equivalentes a R$ 750 milhões, informou anteriormente a SLC.

A SLC disse antes que o acordo tem potencial para incrementar em aproximadamente 130 mil hectares sua área de plantio.

A área de plantio da SLC para a safra 2020/21 foi estimada em 468,2 mil hectares, aumento de 4,4% no comparativo anual.

Marfrig (MRFG3)

Executivos da Marfrig Global Foods receberam na véspera a visita do embaixador da Argentina no Brasil, Daniel Scioli, para debater a suspensão das exportações de carnes imposta pelo governo argentino, e esperam que a medida não afete as unidades da companhia no país vizinho. “Segundo o embaixador, a situação é temporária e tende a se regularizar em breve, o que não deve prejudicar as operações da Marfrig no momento”, disse a Marfrig em nota à Reuters. Com isso, a companhia afirmou que pretende manter os investimentos na Argentina, sem dar mais detalhes.

Usiminas (USIM5)

A Usiminas anunciou novo adiamento da reforma do alto-forno nº 3 de sua usina em Ipatinga (MG) e elevou em 12% a estimativa de investimento na tarefa, citando efeitos da pandemia da Covid-19 e desvalorização cambial. Em fato relevante, a companhia explicou que a medida aprovada por seu conselho de administração posterga a reforma do equipamento por 10 meses.

Com isso, a unidade seguirá operando normalmente até meados de 2023, quando a reforma vai ser iniciada. O plano anterior, anunciado no fim do ano passado, previa que o equipamento seguiria operando até meados de 2022.

Setor de construção

O Credit Suisse realizou um evento com Carlos Tibério, CEO e acionista controlador da Tibério Construções, uma das maiores construtoras não listadas de São Paulo, com valor de R$ 1 bilhão, e banco de terrenos em R$ 2 bilhões.Tibério mostrou preocupação com o setor de construção como um todo. Ele afirmou que os custos devem continuar a se acelerar em São Paulo, ultrapassando o índice de inflação da construção. Os custos de materiais estão sob os holofotes, mas os custos da mão de obra também têm aumentado significativamente, acima do que foi reportado pelo índice, dada a oferta limitada e a demanda aquecida.

Tibério também afirma que as empresas terão dificuldades em aumentar preços, dada a concorrência mais dura e à perspectiva negativa sobre acessibilidade econômica.

(com Reuters e Estadão Conteúdo)

Stock Pickers lança curso online e gratuito que ensina a identificar ativos com ótimo potencial de valorização. Inscreva-se.

palavras-chave: Usiminas adia reforma de alto-forno em Minas, SLC e Terra Santa aprovam acordo para criar gigante de agro e mais notícias; invistaja.info;

CALIFORNIA | mercados | invistaja.info – Usiminas adia reforma de alto-forno em Minas, SLC e Terra Santa aprovam acordo para criar gigante de agro e mais notícias

REFLEXÃO: Michael Batnick, gestor de patrimônios da Ritholtz: Evitar erros catastróficos é mais importante do que construir o portfólio perfeito.

Leia também:

Bolsonaro nega canetada, mas diz que há “certos preços na Petrobras que não podem continuar” e volta a acionar fator de risco

Upside de 161%? Veja por que o BBI acha que a ação da OceanPact pode quase triplicar de valor

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta sexta-feira – 21/5

Futuros americanos seguem ânimo da véspera e sobem após dados de seguro-desemprego; Europa avança

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.