Publicidade

Ação da MRV (MRVE3) fecha em alta de 3,8% após ter recomendação elevada pelo Credit: “compre MRV e leve AHS de presente”

Analistas veem ação a patamares atrativos e destacam potenciais da operação americana, que deve ser a “estrela”; enquanto isso, MRV Brasil segue pressionada
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Investindo como profissionais

Edição MarketMsg e invistaja.info

palavras-chave: Ação da MRV (MRVE3) fecha em alta de 3,8% após ter recomendação elevada pelo Credit: “compre MRV e leve AHS de presente”; invistaja.info;


LIPR3 | DY: 0.0323 | EV/EBITDA: -119.45 | Cotacao: 65.99 | Mrg.Ebit: 0.0 | EV/EBIT: -119.49 | P/ACL: 18.42

A ação da MRV (MRVE3) registrou uma sessão de ganhos nesta quarta-feira (25) após sua recomendação ter sido elevada de neutra para outperform (desempenho acima da média do mercado) pelo Credit Suisse. O preço-alvo foi elevado de R$ 15 para R$ 16, o que corresponde a um potencial de valorização de 70% em relação ao fechamento da véspera. Os ativos MRVE3 fecharam com alta de 3,83%, a R$ 9,76, após avançarem até 5,85% na máxima do dia.

De acordo com os analistas Pedro Hajnal e Vanessa Quiroga, que assinam o relatório do Credit, a MRV tem sido um case bastante interessante de uma empresa tradicional brasileira que está mudando e ganhando relevância no exterior, a partir de sua operação com a AHS nos Estados Unidos. “Compre MRV e ganhe AHS como um presente”, apontou o banco no título do relatório em que elevou a recomendação para o papel.

Após conversarem com a equipe de análise do banco especializada no mercado imobiliário americano para entender e precificar melhor esta área da construtora, os analistas apontam que a AHS pode representar 60% e 55% do lucro líquido em 2022 e 2023, respectivamente.

+Ação da MRV (MRVE3) sobe 4% com recomendação elevada pelo Credit Suisse: “compre MRV e leve AHS de presente”

Os níveis de hipoteca no país estão subindo (alta de 2 pontos percentuais desde janeiro, para 5,4%) e parece natural esperar uma migração da demanda de propriedade para aluguel. Os preços de aluguel também tiveram alta (de 16% na base anual). Assim, os analistas avaliam ser provável que os investidores busquem um caminho de adquirir imóveis para posteriormente alugar.

A demanda do mercado parece bem alta, com os analistas estimando entre 1,2 e 1,3 milhão de casas nos próximos três anos vindo de formação de famílias. Também existe uma demanda de 1 milhão de casas que ficou represada no período da pandemia. Já o nível de vacância está próximo do mínimo histórico de 6%, indicando que a demanda está forte.

A AHS opera atualmente na Flórida, Texas e Georgia, regiões que têm mostrado crescimento dos preços de aluguéis, da ordem de dois dígitos.

Assim, o caminho de investidores de renda fixa comprarem imóveis para alugar parece bastante natural. Assim, a pergunta principal que o Credit faz é: quanto a AHS pode valer?

Os analistas montaram um modelo separado de AHS com postura conservadora, estabilizando a AHS em 9 mil unidades com 7,7 mil delas vendidas, bem abaixo do plano da MRV de 12 mil. Entre outros parâmetros, chegaram a um valor de R$ 8 no modelo de precificação de ações, representando 50% do preço-alvo total de R$ 16 que os analistas possuem para MRV.

hotWords: leve fecha “compre após recomendação 3,8% ação

Publique seu negócio no invistaja.info

Hajnal e Vanessa ainda lembram que, no momento em que a MRV fez a aquisição, a AHS tinha US$ 410 milhões de projetos em desenvolvimento no Sul da Flórida; três anos depois, já se fala em US$ 1 bilhão de projetos em desenvolvimento em três estados diferentes.

Por outro lado, a visão é mais cautelosa com a operação de baixa renda da MRV no Brasil, principalmente em função do cenário inflacionário, que deve pesar em margens até o final do ano, com a margem bruta esperada para 2022 a 20,5%.

“Enxergamos a empresa entregando uma margem bruta de 30% no longo prazo, mas essa recuperação deve demorar algum tempo. No médio prazo, a AHS deve ser a estrela do show”, avalia, reiterando que, pelo preço atual (no fechamento da véspera a R$ 9,40), compra-se a ação da MRV e ganha a AHS.

No início do ano, o Bradesco BBI reforçou a sua preferência pela ação da MRV no setor de construção através de uma avaliação “por soma das partes” (dos segmentos da companhia).

“Compre AHS+Luggo e ganhe MRV Brasil por centavos”, destacaram os analistas Bruno Mendonça, Hugo Grassi e Pedro Lobato, que também possuem recomendação outperform para MRVE3, com preço-alvo de R$ 21 (potencial de alta de 123% frente o fechamento da véspera). Os analistas, na ocasião, também destacaram a MRV Brasil como um dos maiores contratempos à tese.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

 

FARIA LIMA | mercados | invistaja.info – Ação da MRV (MRVE3) fecha em alta de 3,8% após ter recomendação elevada pelo Credit: “compre MRV e leve AHS de presente”

REFLEXÃO: Tom Gardner, da Motley Fool: Encontre lideres notáveis e uma missão para o longo da vida.

Leia também:

Vivendo como NFTs no metaverso

Fed de Kansas City anuncia aposentadoria da presidente Esther George para janeiro

Davos: Crise energética poderá levar a racionamento no inverno europeu e até recessão, dizem líderes

Baleias trocam Tether (USDT) por USDC após colapso da stablecoin TerraUSD

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade