BCE se alinha ao Fed com motivos para manter fluxo de estímulos

A reunião do banco central dos EUA acontece uma semana depois da decisão do BCE
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Notícias de investidor para investidor

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: BCE se alinha ao Fed com motivos para manter fluxo de estímulos; invistaja.info;


BAHI3 | P/ACL: -0.65 | Mrg.Ebit: 0.014 | EV/EBITDA: 12.13 | Pat.Liq: 177754000.0 | Liq.Corr.: 0.8 | ROIC: 0.0063

ListenToMarket: BCE se alinha ao Fed com motivos para manter fluxo de estímulos – Áudio gerado às: 10:0:26

VELOCIDADE: 1.0x | 1.95x | 2.3x

(invistaja.info) — Autoridades do Banco Central Europeu têm todas as evidências de que precisam para manter o estímulo monetário ultrafrouxo quando se reunirem na quinta-feira, graças em parte aos números opostos no Federal Reserve.

Apesar da recuperação econômica mais rápida dos Estados Unidos ao longo da pandemia e inflação muito mais alta do que na zona euro, autoridades do Fed sinalizaram que não vão desacelerar as compras de títulos. A reunião do banco central dos EUA acontece uma semana depois da decisão do BCE. No Fed, o principal argumento é que ainda não há certeza de que a recuperação é sólida o suficiente para ser autossustentável.

Esse é um guia útil para o BCE, cuja economia está mais atrasada e poderia evitar a turbulência provocada pelas transições da política monetária global. A zona do euro iniciou a vacinação mais tarde e só agora começa a emergir da recessão de duplo mergulho. As metas de vacinação ainda levarão meses para serem atingidas, e novas variantes do coronavírus ameaçam restringir as viagens.

+Ibovespa Futuro tem leve alta após dados de varejo melhores que o esperado; dólar recua

“Os sinais recentes do Fed provavelmente ajudam o BCE”, disse Gilles Moec, economista-chefe da AXA Investment Managers. “Não espero fogos de artifício na quinta-feira, não acho que queiram balançar o barco.”

De fato, autoridades do BCE não parecem estar preparando surpresas sobre o estímulo. Membros do BCE mais inclinados ao afrouxamento monetário, como Fabio Panetta, do conselho executivo, afirmam que não há razão para desacelerar o ritmo de compras de títulos da pandemia, de cerca de 20 bilhões de euros (US$ 24 bilhões) por semana.

hotWords: manter alinha estímulos fluxo

Publique seu negócio no invistaja.info

Autoridades mais favoráveis ao aperto da política monetária, como o presidente do Bundesbank, Jens Weidmann, permanecem caladas sobre o assunto, enquanto a presidente do BCE, Christine Lagarde, insiste que a instituição manterá as condições de financiamento favoráveis durante a recuperação econômica.

A última autoridade do Fed a falar antes do período de silêncio que antecede a reunião de política monetária foi Loretta Mester, que disse na sexta-feira: “queremos ser deliberadamente pacientes porque, você sabe, foi um choque enorme para a economia”.

As diferenças com a zona euro são marcantes. Projeções apontam que a inflação dos EUA pode ter subido para 4,7% em maio. Os dados serão publicados na quinta-feira, coincidentemente, no momento em que Lagarde inicia sua entrevista coletiva. A OCDE afirma que a economia dos EUA deve crescer 6,9% neste ano, acima do ritmo pré-pandemia.

Já a inflação da zona do euro está em 2%, ligeiramente acima da meta do BCE, e estimativas indicam crescimento de 4,3% para o PIB da região, que deve atingir o nível anterior à crise apenas no ano que vem.

Em curso gratuito de Opções, professor Su Chong Wei ensina método para ter ganhos recorrentes na bolsa. Inscreva-se já.

palavras-chave: BCE se alinha ao Fed com motivos para manter fluxo de estímulos; invistaja.info;

BRASIL | economia | invistaja.info – BCE se alinha ao Fed com motivos para manter fluxo de estímulos

REFLEXÃO: James Early, do Motley Fool: Explore a fraqueza cognitiva dos outros

Notícias relacionadas:

Gafisa se inspira em startups unicórnios e aposta no digital

JBS não priorizou gastos em segurança cibernética, dizem fontes à Bloomberg

IGP-DI de maio fica em 3,40%, ante 2,22% em abril, afirma FGV

Rio de Janeiro recebe R$ 18,2 bilhões em leilão da Cedae, mas não quita dívida com a União

Seja anunciante no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.