Bolsas europeias e asiáticas caem, enquanto futuros dos EUA sobem após sell-off da véspera; petróleo avança após tombo de 7%

Preocupação com aumento de contaminações por Covid-19 na Europa segue no radar dos investidores, assim como alta de yield dos Treasuries
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Negociando na bolsa de valores

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Bolsas europeias e asiáticas caem, enquanto futuros dos EUA sobem após sell-off da véspera; petróleo avança após tombo de 7%; invistaja.info;


CPFE3 | Div.Brut/Pat.: 1.39 | EV/EBITDA: 7.36 | Cotacao: 30.56 | Liq.2meses: 83262800.0 | P/Ativo: 0.695 | Cresc.5anos: 0.1176

Os índices futuros americanos sobem nesta sexta-feira (19 após o dia negativo na véspera, enquanto as bolsas europeias têm quedas, com a alta de juros dos títulos do Tesouro nos Estados Unidos, aceleração de contaminações por Covid e anúncio de novas medidas de lockdown na Europa levando a uma forte baixa dos preços do petróleo na véspera. As bolsas asiáticas fecharam em baixa.

Os rendimentos de títulos do Tesouro subiram 0,11 ponto percentual na quinta-feira (18), superando a marca de 1,75% pela primeira vez desde janeiro de 2020. O índice Nasdaq composto teve queda de 3%, o pior desempenho desde 25 de fevereiro.

Pela manhã, os juros desses títulos recuam a 1,689%. O Nasdaq é especialmente exposto a ações do setor de tecnologia, que tendem a ser mais afetadas por elevações nos rendimentos de títulos do Tesouro.

+Governo libera recursos para mais 1.608 leitos de UTI em São Paulo

A alta nos rendimentos dos títulos pode sinalizar otimismo quanto à recuperação da economia, e perspectiva de aceleração da inflação. Esse movimento tende a encarecer a tomada de empréstimos por empresas de rápido crescimento, como é o caso de muitas daquelas do setor de tecnologia.

A alta torna o investimento em títulos do Tesouro relativamente mais atrativo, o que pode levar investidores a redirecionarem recursos do mercado de ações para o de títulos, considerado mais seguro por ser garantido pelo governo, que tem o poder de criar impostos. Nesta sexta de manhã, os índices futuros americanos têm tendência de alta.

As bolsas asiáticas fecharam em sua maioria com quedas na sexta, reverberando a tendência de venda de ações nos Estados Unidos na quinta.

O Banco do Japão anunciou uma série de medidas após a reunião de política monetária, incluindo ampliar a banda em que os rendimentos dos títulos do governo japonês podem flutuar. Agora, o rendimento pode flutuar entre -0,25% e 25%.

Os preços do petróleo também estão no foco dos investidores, após uma forte queda na quinta. Os barris tipo WTI (West Texas Intermediate) e Brent se desvalorizaram mais de 7%.

A queda nos preços ocorreu após a perspectiva sobre a demanda de petróleo cru ser reduzida, com informações sobre aceleração de infecções por coronavírus e a implementação de medidas de lockdowns na Europa.

No início do mês, a Alemanha estendeu as medidas de lockdown até 28 de março. Na segunda, a Itália voltou a implementar medidas do tipo. Pela manhã desta sexta, Paris anunciou o estabelecimento de novas medidas de lockdown. O primeiro-ministro da França, Jean Castex, afirmou que parece cada vez mais provável que uma “terceira onda” de infecções esteja acometendo o país.

As bolsas do continente europeu tiveram em sua maioria quedas após a elevação nos rendimentos de títulos do Tesouro americano elevarem os temores sobre o mercado de ações. O índice Eurostoxx, que reúne os papéis de 600 empresas de todos os principais setores de 17 economias europeias, teve queda de 0,27%.

hotWords: véspera; após enquanto tombo futuros sobem sell-off petróleo

Publique seu negócio no invistaja.info

O setor automotivo liderou as perdas, recuando 1,5%. O único setor a não entrar em território negativo foi o de serviços.

Na quinta a Agência Europeia de Medicamentos divulgou um novo relatório a respeito da segurança da vacina desenvolvida em parceria entre AstraZeneca e Universidade de Oxford, após serem apontados cerca de 30 casos de coágulos sanguíneo e baixa contagem de plaquetas entre pessoas que haviam recebido a vacina.

Anteriormente, a agência já havia ressaltado que “muitas milhares de pessoas desenvolvem coágulos sanguíneos todo ano na União Europeia, por diversos motivos”, e que o número de incidentes entre aqueles vacinados “não parece ser mais alto do que o observado na população em geral”.

Após a análise dos casos, a diretora da instituição, Emer Cooke afirmou na quinta que o comitê de segurança chegou a uma “conclusão científica clara”, e não encontrou sinais de que a vacina teve associação com aumento de risco de coágulos sanguíneos.

Mas afirmou que a agência identificou “um pequeno número de casos raros e anormais, mas muito sérios, de transtornos de coagulação”. Cooke disse que a agência não poderia “descartar definitivamente uma ligação entre esses casos e a vacina”.

E que um aviso nas informações do imunizante poderia chamar atenção para “possíveis casos raros”, para ajudar vacinados e profissionais de saúde a “evitar e mitigar quaisquer efeitos colaterais possíveis”.

Por outro lado, o sentimento dos consumidores no Reino Unido atingiu o patamar mais positivo em um ano em março, de acordo com uma pesquisa da GfK. Os resultados sinalizam a esperança quanto a uma recuperação eminente da economia, à medida que o país se prepara para suspender medidas de lockdown nos próximos meses.

No mercado de commodities, o WTI e o brent sobem após a derrocada de 7% na véspera. Contudo, a alta de cerca de 1,5% nesta sessão não é suficiente para apagar as perdas de mais de 8% na semana, também puxado pelas notícias de novos bloqueios na Europa por conta da onda de infecções por Covid-19, o que diminuiu as esperanças de que uma recuperação antecipada na demanda de combustível ocorreria em breve.

Veja o desempenho dos principais indicadores às 6h30 (horário de Brasília):*S&P 500 Futuro (EUA), +0,49%*Nasdaq Futuro (EUA), +0,79%*Dow Jones Futuro (EUA), +0,19%Europa*Dax (Alemanha), -0,29%*FTSE 100 (Reino Unido), -0,57%*CAC 40 (França), -0,63%*FTSE MIB (Itália), -0,47%Ásia*Nikkei (Japão), -1,41% (fechado)*Hang Seng Index (Hong Kong), -1,41% (fechado)*Kospi (Coreia do Sul), -0,86% (fechado)*Shanghai SE (China), -1,69% (fechado)Commodities e bitcoin*Petróleo WTI, +1,62%, a US$ 60,97 o barril*Petróleo Brent, +1,5%, a US$ 64,23 o barril*Bitcoin, +0,35%, a US$ 58.725,37Sobre o minério: **Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com queda de 3,47%, cotados a 1042 iuanes, equivalente hoje a US$ 160,16 (nas últimas 24 horas).USD/CNY = 6,51

Entre no grupo do (invistaja.info) no Telegram para ter acesso a este conteúdo e faça parte de uma comunidade de mais de 160 mil pessoas que acompanham a plataforma.

O Telegram do (invistaja.info) oferece gratuitamente uma cobertura em tempo real do mercado financeiro. Traz também análises e as principais notícias que movimentam as Bolsas, aqui e no exterior.

palavras-chave: Bolsas europeias e asiáticas caem, enquanto futuros dos EUA sobem após sell-off da véspera; petróleo avança após tombo de 7%; invistaja.info;

CALIFORNIA | mercados | invistaja.info – Bolsas europeias e asiáticas caem, enquanto futuros dos EUA sobem após sell-off da véspera; petróleo avança após tombo de 7%

REFLEXÃO: Tim Hanson, da Motley Fool: Compre ações impressionantes por preços que não refletem sua grandiosidade.

Leia também:

Diretor da BB Administradora de Consórcios é indicado para presidência do Banco do Brasil

BC faz consulta pública sobre regulamentação de COE e derivativos de crédito

Caixa diz que calendário do novo auxílio emergencial está pronto

André Brandão renuncia à presidência do Banco do Brasil

Publique seu negócio no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade