Dívida pública federal sobe 2,75% em fevereiro e vai a R$ 5,199 trilhões, diz Tesouro

Em relatório, o Tesouro informou que sua reserva de liquidez fechou o mês em 933,22 bilhões de reais
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Conteúdo de quem vive de mercado

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Dívida pública federal sobe 2,75% em fevereiro e vai a R$ 5,199 trilhões, diz Tesouro; invistaja.info;


GNDI3 | Pat.Liq: 7098150000.0 | P/L: 70.72 | P/ACL: -12.59 | EV/EBITDA: 28.38 | Cresc.5anos: 0.2729 | P/Cap.Giro: 22.42

hotWords: sobe pública trilhões, dívida 5,199

Publique seu negócio no invistaja.info

BRASÍLIA (MarketMsg) – A dívida pública federal do Brasil subiu 2,75% em fevereiro sobre janeiro, a 5,199 trilhões de reais, informou o Tesouro Nacional nesta quarta-feira.

No período, a dívida pública mobiliária interna teve avanço de 2,68%, a 4,951 trilhões de reais, enquanto a dívida externa aumentou 4,22%, para 247,93 bilhões de reais.

Em relatório, o Tesouro informou que sua reserva de liquidez fechou o mês em 933,22 bilhões de reais, ante 805,68 bilhões de reais em janeiro, refletindo principalmente o efeito da emissão líquida em fevereiro, que foi de 111,51 bilhões de reais.

+Carrefour não pretende fazer cisão entre atacarejo e varejo, diz CEO

“O Tesouro Nacional realizou emissões, em fevereiro, acima da média dos últimos 12 meses, contribuindo para suprir a necessidade de financiamento do governo federal e para manter o caixa acima do limite prudencial”, disse o Tesouro em nota, destacando que o mês foi marcado por piora na percepção de risco de emergentes e pela cautela com o cenário fiscal doméstico.

Em relação à composição, os títulos que variam com a Selic, representados pelas LFTs, continuaram com maior peso na dívida pública federal, mas diminuíram essa fatia a 34,82% do total, abaixo dos 35,30% de janeiro.

Já os títulos prefixados, que dão mais previsibilidade à gestão da dívida, avançaram a 34,36% da dívida, ante 33,75% no mês anterior.

Os papéis indexados à inflação, por sua vez, mostraram pouca alteração, respondendo por 25,78% da dívida total, ante 25,98% em janeiro.

Em relação aos detentores, a participação dos investidores estrangeiros na dívida mobiliária interna aumentou ligeiramente para 9,43% em fevereiro, sobre 9,27% no mês anterior.

Participe do Treinamento gratuito Scalper Pro e entenda como extrair lucro e controlar riscos na Bolsa em operações que duram minutos ou segundos! Inscreva-se aqui.

hotWords: sobe pública trilhões, dívida 5,199

Publique seu negócio no invistaja.info

BRASÍLIA (MarketMsg) – A dívida pública federal do Brasil subiu 2,75% em fevereiro sobre janeiro, a 5,199 trilhões de reais, informou o Tesouro Nacional nesta quarta-feira.

No período, a dívida pública mobiliária interna teve avanço de 2,68%, a 4,951 trilhões de reais, enquanto a dívida externa aumentou 4,22%, para 247,93 bilhões de reais.

Em relatório, o Tesouro informou que sua reserva de liquidez fechou o mês em 933,22 bilhões de reais, ante 805,68 bilhões de reais em janeiro, refletindo principalmente o efeito da emissão líquida em fevereiro, que foi de 111,51 bilhões de reais.

+Carrefour não pretende fazer cisão entre atacarejo e varejo, diz CEO

“O Tesouro Nacional realizou emissões, em fevereiro, acima da média dos últimos 12 meses, contribuindo para suprir a necessidade de financiamento do governo federal e para manter o caixa acima do limite prudencial”, disse o Tesouro em nota, destacando que o mês foi marcado por piora na percepção de risco de emergentes e pela cautela com o cenário fiscal doméstico.

Em relação à composição, os títulos que variam com a Selic, representados pelas LFTs, continuaram com maior peso na dívida pública federal, mas diminuíram essa fatia a 34,82% do total, abaixo dos 35,30% de janeiro.

Já os títulos prefixados, que dão mais previsibilidade à gestão da dívida, avançaram a 34,36% da dívida, ante 33,75% no mês anterior.

Os papéis indexados à inflação, por sua vez, mostraram pouca alteração, respondendo por 25,78% da dívida total, ante 25,98% em janeiro.

Em relação aos detentores, a participação dos investidores estrangeiros na dívida mobiliária interna aumentou ligeiramente para 9,43% em fevereiro, sobre 9,27% no mês anterior.

Participe do Treinamento gratuito Scalper Pro e entenda como extrair lucro e controlar riscos na Bolsa em operações que duram minutos ou segundos! Inscreva-se aqui.

palavras-chave: Dívida pública federal sobe 2,75% em fevereiro e vai a R$ 5,199 trilhões, diz Tesouro; invistaja.info;

CALIFORNIA | economia | invistaja.info – Dívida pública federal sobe 2,75% em fevereiro e vai a R$ 5,199 trilhões, diz Tesouro

REFLEXÃO: Ben Carlson, autor de A Wealth of Common Sense – A riqueza do senso comum, em tradução livre: Menos é mais. O processo de investimento deve ser mais importante que os resultados. Comportamento correto na hora de investir é a chave.

Notícias relacionadas:

Gol eleva prêmio ofertado a acionistas da Smiles às vésperas de assembleia sobre incorporação; ações SMLS3 sobem forte

Se inflação ficar consistente acima da meta, Fed diz que pode agir para baixá-la

Joaquim Silva e Luna diz que parte da diretoria da Petrobras pode continuar e promete não ceder a pressões

Saúde autoriza abertura de 631 leitos de UTI no DF e em 11 estados

Anuncie no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Publicidade