Lucro do Méliuz cai 51% e da Rede D’Or salta 254%, Enjoei tem prejuízo de R$ 31 mi e outros balanços; estreia da GetNinjas e mais

Confira os destaques do noticiário corporativo na sessão desta segunda-feira (17)
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Notícias de investidor para investidor

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Lucro do Méliuz cai 51% e da Rede D’Or salta 254%, Enjoei tem prejuízo de R$ 31 mi e outros balanços; estreia da GetNinjas e mais; invistaja.info;


PNVL4 | Cotacao: 18.69 | Cresc.5anos: 0.0778 | P/ACL: 14.69 | Liq.2meses: 260425.0 | DY: 0.008 | P/EBIT: 32.17

CURITIBA | invistaja.info — A reta final da temporada de balanços é movimentada, com atenção para os números de Cemig, Cosan, CVC, Méliuz, Enjoei, Vivara, PDG Realty, Orizon, entre outras companhias. Após o fechamento do mercado, serão compartilhados os resultados de Cruzeiro do Sul, Focus Energia, Gafisa, Linx e Mosaico.

Também na esteira da temporada de balanços, o Bradesco BBI elevou a recomendação para os ativos da Petrobras após a teleconferência do primeiro trimestre de 2021 indicar continuísmo da gestão da estatal. Atenção ainda para a estreia das ações da GetNinjas nesta segunda-feira. Confira os destaques:

GetNinjas (NINJ3) 

+Ações de Banco Inter e Locaweb caem 20% desde entrada no Ibovespa: o que explica a queda e o que esperar?

As ações da GetNinjas estreiam na B3 após as ações terem sido precificadas a R$ 20 em IPO (abertura de capital).

Criada em 2011, a companhia é uma plataforma disponível em plataformas móveis e digitais, presente em todos os Estados do Brasil e que conecta digitalmente profissionais de variadas áreas, pessoas físicas ou jurídicas, a potenciais clientes.

Os profissionais oferecem seus serviços mediante a compra de pacote de moedas virtuais para uso exclusivo na plataforma na compra de ordens de serviços, ou leads, dos clientes cadastrados.

Petrobras (PETR3;PETR4) 

O Bradesco BBI elevou a recomendação para as ações PN da Petrobras de neutra para outperform (desempenho acima da média do mercado) após o balanço e a teleconferência de resultados da companhia, com os analistas destacando que a nova gestão da empresa transmitiu uma mensagem positiva de continuidade em sua teleconferência, especialmente no que diz respeito à política de dividendos e vendas de ativos.

O preço-alvo dos ativos PETR4 também foi elevado de R$ 32 para R$ 35, o que corresponde a um potencial de valorização de 33% em relação ao fechamento de sexta-feira (14).

“Pelo valuation atual, vale a pena correr o risco, em nossa visão. Uma vez e se as ações se aproximarem de R$ 35, o risco eleitoral de 2022 começará a pesar mais sobre a relação risco / recompensa; portanto, achamos que a hora de comprar é agora”, avaliam os analistas Vicente Falanga e Gustavo Sadka.

Os analistas apontam que, apesar da mensagem de continuidade, variações nos preços dos combustíveis devem ser menos frequentes olhando para a frente. “Acreditamos que há uma chance de que os preços do petróleo cheguem a US$ 80 o barril no terceiro trimestre, uma vez que os estoques da OCDE diminuam rapidamente. Nesse caso, acreditamos que a Petrobras não ajustará os preços com tanta agilidade como o mercado desejaria, levando potencialmente a alguma frustração”, apontam.

Na sexta, vale destacar, o Itaú BBA elevou a recomendação para a Petrobras de neutra para outperform, com preço-alvo de R$ 38 para os ativos PN.

CVC (CVCB3) 

A operadora de turismo CVC registrou prejuízo de R$ 81,4 milhões no primeiro trimestre de 2021, o que representou uma queda de 92,9% ante as perdas de R$ 1,151 bilhão acumuladas no mesmo período de 2020.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ficou negativo em R$ 56,403 milhões, o que representou uma melhora de 92,4% ante o Ebitda negativo de R$ 741,432 milhões do mesmo intervalo do ano passado.

As despesas financeiras somaram R$ 10,531 milhões no período de janeiro a março, uma queda de 79,1% sobre a despesa financeira de um ano antes.

A receita líquida atingiu no período R$ 165,935 milhões, recuo de 58,2% sobre o mesmo intervalo de 2020.

Segundo a empresa, o prejuízo do período decorre, mais uma vez, do impacto causado pela pandemia da covid-19, especialmente no Brasil. “No primeiro trimestre do ano de 2021 fizemos bons progressos na preparação da CVC para liderar a retomada dos negócios, com uma boa evolução financeira, embora os volumes de novas vendas e embarques tenham sido abaixo das expectativas em função das restrições impostas devido ao aumento de casos, nesta nova onda da pandemia covid-19”, informou, na mensagem da administração que acompanha o balanço.

Cemig (CMIG4)

A estatal mineira de energia elétrica Cemig registrou lucro líquido de R$ 422,35 milhões entre janeiro e março de 2021, revertendo prejuízo líquido de R$ 68,13 milhões obtido no mesmo período de 2020.

O Ebitda saltou 133,25% em comparação anual, para R$ 1,845 bilhão. O Ebitda ajustado, que exclui efeitos extraordinários, foi de R$ 1,657 bilhão, alta de quase 23% ano a ano.

A Cemig disse que os números refletem basicamente o aumento das receitas neste ano e a comparação com um trimestre de 2020 em que o Ebitda foi afetado negativamente em cerca de R$ 609 milhões pela desvalorização da participação detida na elétrica fluminense Light.

Neste ano, a companhia mineira decidiu se desfazer inteiramente da fatia na Light, o que foi efetivado em janeiro por meio da venda de ações em uma oferta pública que levantou R$ 1,37 bilhão.

A Cemig disse que, como resultado da operação, reconheceu um ganho antes de tributos de R$ 108,55 milhões, ao considerar como custo o valor registrado do ativo, que vinha sendo classificado como “mantido para venda” em seu balanço.

A receita líquida da Cemig no primeiro trimestre somou R$ 7,1 bilhões, contra R$ 6 bilhões no mesmo período de 2020.

Os custos e despesas operacionais, por sua vez, totalizaram R$ 5,7 bilhões, acima dos R$ 5 bilhões no ano anterior. A companhia registrou ganhos com participações societárias em empresas, medidos por equivalência patrimonial, de R$ 118,68 milhões, acima dos R$ 82 milhões há um ano atrás.

Em relação ao mercado elétrico, a Cemig registrou redução de 1,73% na quantidade de energia vendida no trimestre, com diminuição de 13,82% na energia comercializada com consumidores comerciais, em meio a impactos da pandemia, e no mercado cativo. Houve ainda queda de 15,77% no suprimento a outras concessionárias de energia.

As vendas para o segmento industrial, por outro lado, aumentaram 13,69%, principalmente em função de novos contratos assinados com clientes livres prevendo início de fornecimento em janeiro de 2021.

Cosan (CSAN3)

A empresa de energia e infraestrutura Cosan reportou lucro líquido de R$ 827,7 milhões no primeiro trimestre, avanço de 28% na comparação anual, informou a companhia em balanço financeiro na sexta-feira.

O Ebitda ajustado somou R$ 2,57 bilhões, alta de 8,1% em relação ao mesmo período do ano anterior. Em termos ajustados, o lucro líquido ficou em R$ 764,6 milhões, aumento de 18%.

O lucro e o resultado operacional foram “impulsionados pela expansão dos resultados da maior parte dos negócios” do grupo, disse a Cosan no balanço. A receita líquida alcançou R$ 22,51 bilhões entre janeiro e março, um incremento de 14,7% ante o desempenho dos três primeiros meses de 2020.

hotWords: salta prejuízo rede balanços; méliuz d’or estreia

Publique seu negócio no invistaja.info

A companhia destacou que as informações financeiras foram apresentadas em base proforma, incluindo consolidação de 100% dos resultados de controladas diretas e de 50% da Raízen, de forma a permitir comparação com períodos anteriores. Os dados também levam em conta as informações da Rumo e despesas operacionais e financeiras das holdings incorporadas.

A Cosan ressaltou que a pandemia da Covid-19 segue impactante, em número de casos, mas a empresa já vê sinais positivos de recuperação global à medida que a vacinação avança.

“Em meio à crise, surgem também oportunidades, e os nossos negócios apresentaram mais um trimestre de resultados consistentes, ancorados nas macrotendências globais, muitas delas aceleradas pela pandemia”, afirmou o CEO da companhia, Luis Henrique Guimarães, em nota.

Em relação à Raízen, joint venture com a Shell, a Cosan destacou que a moagem da safra foi encerrada com 61,5 milhões de toneladas (+3%) e produção de 8,3 milhões de açúcar equivalente(+7%), como reflexo da melhor produtividade agrícola e com 52% do mix de produção destinado ao açúcar.

Méliuz (CASH3)

O Méliuz teve queda de 51,2% do lucro na comparação anual, passando de R$ 6,2 milhões para R$ 3,01 milhões no primeiro trimestre de 2021; a companhia destacou o crescimento da base de usuários no período, estimulado por um forte crescimento em despesas. A receita líquida subiu 63,7%, a R$ 51,81 milhões.

O Méliuz abriu 2,4 milhões de contas, uma média de 27 mil contas abertas por dia corrido, enquanto o número de usuários ativos teve alta de 226%, para 7,1 milhões.

O volume bruto de mercadorias (GMV, na sigla em inglês) teve alta de 93% na base anual, para R$ 2,9 bilhões no trimestre, enquanto o número cumulativo de cartões solicitados teve alta de 19 vezes em um ano, a 4,5 milhões.

O Ebitda teve queda 49%, para R$ 4,9 milhões, com margem de 9,5%, “explicado pela variação das despesas ao longo do trimestre”. As despesas com cashback tiveram alta de 45%, a R$ 21,2 milhões, enquanto os custos com pessoal passaram para R$ 7,8 milhões, quase duas vezes maior. Enquanto isso, as despesas com marketing subiram de  R$ 300 mil no primeiro trimestre do ano passado para R$ 7 milhões na base anual, alta de quase 23 vezes.

Orizon (ORVR3)

A Orizon teve prejuízo líquido de R$ 45,5 milhões no primeiro trimestre de 2021, cerca de cinco vezes acima dos R$ 9,1 milhões registrados no primeiro trimestre de 2020.

A receita líquida atingiu R$ 88 milhões no trimestre, redução de 4,2% na base anual, justificado, principalmente, pela queda no volume dos resíduos sólidos recebidos nos ecoparques da companhia. O Ebitda ajustado caiu 23,1%, indo de R$ 32,53 milhões para R$ 25 milhões.

Enjoei (ENJU3)

A Enjoei, por sua vez, subiu seu prejuízo de R$ 1,3 milhão para R$ 31 milhões no primeiro trimestre de 2021 na comparação anual, alta de 23 vezes.

O resultado ocorre por conta da maior aposta da empresa na captação e retenção de usuários, com mais subsídios e fretes grátis para os usuários. A Enjoei destacou que a campanha de frete grátis iniciada em meados de fevereiro teve papel bastante importante para a alta do número de transações, com o aumento de recorrência em cerca de 20% pela base de usuários ativos.

A receita líquida teve alta de 54% na comparação anual, para R$ 24,2 milhões. As vendas brutas totais (GMV) tiveram uma alta de 104%, a R$ 172 milhões. Já o take rate (porcentagem ganha sobre cada transação) caiu de 27% ao fim do primeiro trimestre de 2020 para 24,9% nos primeiros três meses de 2021.

Rede D’Or (RDOR3)

A Rede D’or São Luiz registrou lucro líquido recorde de R$ 402,4 milhões no primeiro trimestre de 2021, alta de 254,6% em relação ao mesmo período de 2020. “Além do sólido crescimento do resultado operacional, o lucro líquido foi positivamente impactado pelo anúncio do pagamento de juros sobre capital próprio (JCP) anunciados no fim do primeiro trimestre. A taxa efetiva de imposto no trimestre foi de 15% ante 30% no mesmo trimestre do ano anterior”, apontou a companhia em seu relatório trimestral.

O Ebitda também atingiu o recorde, somando R$ 1,134 bilhão nos meses entre janeiro e março, aumento de 86% na comparação com igual época de 2020. O Ebitda ajustado, por sua vez, cresceu 95,3%, para R$ 1,330 bilhão no primeiro trimestre.

Já a receita líquida totalizou R$ 4,719 bilhões no primeiro trimestre deste ano, incremento de 43% ante o mesmo trimestre em 2020. Enquanto isso, as despesas gerais e administrativas expandiram 45,2% em um ano, para R$ 217,9 milhões o primeiro trimestre.

O retorno sobre o capital investido (ROIC) ficou em 9,2% no primeiro trimestre, ante 12,1% um ano antes. O ROIC ajustado ficou em 15,1%, ante 17,3% na mesma base de comparação.

Ao final do primeiro trimestre, o saldo de dívida bruta da companhia foi de R$ 21,118 milhões, alta de 4,0% em relação ao mesmo período do ano passado. Deste montante, 59,6% é denominada em Real, enquanto o restante é denominada em dólares americanos, com hedge para exposição cambial integralmente contratado.

A alavancagem da companhia medido pela relação dívida líquida/Ebitda foi de 2,4x, apresentando melhora quando comparado aos 3,3x registrados no primeiro trimestre de 2020, devido a redução da dívida líquida da companhia aliada à melhora do resultado operacional em meio ao forte crescimento do Ebitda no período.

Vivara (VIVA3)

A Vivara teve lucro líquido de R$ 3,9 milhões no período, queda de 79,4% em relação ao mesmo período de 2020.

PDG (PDGR3)

A PDG Realty, em recuperação judicial, teve prejuízo líquido atribuído aos sócios controladores de R$ 220,3 milhões nos primeiros três meses de 2021, alta de 20,5% sobre a perda de R$ 175 milhões em igual período do ano passado.

JBS (JBSS3)

A JBS, maior produtora de proteína animal do mundo, fechou na sexta-feira a captação de US$ 500 milhões em bonds emitidos nos Estados Unidos, de acordo com informações de bastidores obtidas pela agência Reuters. Os recursos devem ser utilizados para pagar aquisição da empresa Vivera, terceira maior produtora de alimentos de origem vegetal da Europa.

Energisa (ENGI11)

Na sexta-feira, o diretor financeiro da elétrica Energisa, Mauricio Botelho, afirmou que tem visto elevações de preços de diversos produtos necessários a suas operações devido ao atual momento de alta nas cotações das commodities no mercado internacional, o que tem feito a empresa segurar algumas compras.

Stock Pickers lança curso online e gratuito que ensina a identificar ativos com ótimo potencial de valorização. Inscreva-se.

palavras-chave: Lucro do Méliuz cai 51% e da Rede D’Or salta 254%, Enjoei tem prejuízo de R$ 31 mi e outros balanços; estreia da GetNinjas e mais; invistaja.info;

BRASIL | mercados | invistaja.info – Lucro do Méliuz cai 51% e da Rede D’Or salta 254%, Enjoei tem prejuízo de R$ 31 mi e outros balanços; estreia da GetNinjas e mais

REFLEXÃO: Rich Greifner, da Motley Fool: Pense a longo prazo, seja paciente e busque por retornos assimétricos.

Tópicos mais acessados:

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta segunda-feira – 17/5

Cosan vê lucro líquido saltar 28% no 1º tri, para R$ 827,7 milhões

Bolsas mundiais têm tendência de queda após semana marcada por temor com inflação nos Estados Unidos

CVC tem prejuízo de R$ 81,4 mi no 1º trimestre, queda de 92,9% na comparação anual

Publique seu negócio no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.