Arrecadação soma R$ 137,932 bi; valor é o maior para março da série histórica

O resultado das receitas supera estimativas na pesquisa do Broadcast Projeções, que iam de R$ 109,85 bilhões a R$ 128,86 bilhões
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

Conteúdo de quem vive de mercado

Edição invistaja.info e MarketMsg

palavras-chave: Arrecadação soma R$ 137,932 bi; valor é o maior para março da série histórica; invistaja.info;


CARD3 | ROE: 0.1601 | Mrg.Ebit: 0.145 | P/Ativo: 1.955 | Div.Brut/Pat.: 0.46 | Cresc.5anos: -0.0153 | Mrg.Liq.: 0.1024

ListenToMarket: Arrecadação soma R$ 137,932 bi; valor é o maior para março da série histórica – Áudio gerado às: 15:10:43

VELOCIDADE: 1.0x| 1.95x|2.3x

A arrecadação de impostos e contribuições federais somou R$ 137,932 bilhões em março. O resultado representa um aumento real (descontada a inflação) de 18,49% na comparação com o mesmo mês de 2020.

Em relação a fevereiro deste ano, houve aumento de 6,98% no recolhimento de impostos.

O valor arrecadado no mês passado foi o maior para meses de março da série histórica, que tem início em 2007.

+Petrobras e petroleiros chegam a acordo e greve na Repar é suspensa

O resultado das receitas supera estimativas na pesquisa do Broadcast Projeções, que iam de R$ 109,85 bilhões a R$ 128,86 bilhões, com mediana de R$ 122,40 bilhões.

De acordo com a Receita Federal, o comportamento da arrecadação de março decorre, entre outros fatores, de arrecadações extraordinárias de Imposto de Renda de Pessoas Jurídicas (IRPJ) e na Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), com alta de R$ 4,0 bilhões, e do crescimento real de 50,2% da arrecadação dos tributos sobre o comércio exterior.

Acumulado

hotWords: para histórica 137,932 série valor

Anuncie no invistaja.info

No acumulado do ano até março, a arrecadação federal somou R$ 445,900 bilhões, também o maior volume para o trimestre da série iniciada em 2007.

O montante ainda representa um avanço real de 5,64% na comparação com os primeiros dois meses do ano passado.

Desonerações

As desonerações concedidas pelo governo resultaram em uma renúncia fiscal de R$ 21,897 bilhões no primeiro trimestre deste ano, valor maior do que em igual período do ano passado, quando ficou em R$ 20,282 bilhões. Apenas no mês de março, as desonerações totalizaram R$ 7,021 bilhões, também acima do registrado em março do ano passado (R$ 6,750 bilhões).

A PEC Emergencial aprovada pelo Congresso Nacional no mês passado incluiu um plano de redução gradual dos incentivos e benefícios de natureza tributária (subsídios, isenções e desonerações) para 2% do Produto Interno Bruto (PIB) em oito anos (o patamar atual é de aproximadamente 4,2% do PIB).

Aprenda como ganhar dinheiro prevendo os movimentos dos grandes players. Na série gratuita Follow the Money, Wilson Neto, analista de investimentos da Clear, explica como funcionam as operações rápidas.

palavras-chave: Arrecadação soma R$ 137,932 bi; valor é o maior para março da série histórica; invistaja.info;

FARIA LIMA | mercados | invistaja.info – Arrecadação soma R$ 137,932 bi; valor é o maior para março da série histórica

REFLEXÃO: Tim Hanson, da Motley Fool: Compre ações impressionantes por preços que não refletem sua grandiosidade.

Notícias relacionadas:

Dados de produção decepcionantes podem derrubar otimismo com a ação da Vale? Analistas acreditam que não

Comissão da Câmara aprova realização de audiência pública sobre MP da Eletrobras

SP antecipa vacinação de idosos com 64 anos e inclui funcionários do transporte público em grupo prioritário

Aneel volta a adiar reajustes por alívio em tarifas; impacta agora Enel e Neoenergia

Anuncie no invistaja.info

Resumo do mercado

Assine grátis nossa newsletter semanal

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Newsletter invistaja: receba um resumo semanal dos principais movimentos do mercado

Suas informações não serão compartilhadas com terceiros e também não enviaremos promoções ou ofertas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *